Dólar fecha em R$ 5,84 e bate novo recorde no início de maio de 2020

O dólar quebrou novos recordes no dia 7 de maio deste ano, atingindo a casa de R$ 5,84 no câmbio com a moeda brasileira. Esse novo recorde da moeda já é bastante preocupante para diversos profissionais que trabalham com a compra e venda de produtos atreladas à flutuação do preço da moeda norte-americana. As notícias sobre a alta do dólar foram bastante destacadas em 2020, pois desde o dia 1º de janeiro deste ano o preço da moeda só tem aumentado descontroladamente. Essa alta recorde recente representa um percentual de elevação de 2,51%.

Na máxima da cotação do dia 7 de maio deste ano, a moeda atingiu R$ 5,90, enquanto no dólar turismo a moeda fechou em R$ 6,05, desconsiderando o IOF. Essa é a primeira vez que a alta da moeda norte-americana frente ao real encerra um pregão acima de R$ 6. Na parcial do mês, a alta acumulada já está na casa de 7,47% e no ano, o dólar já acumula alta de 45,79%.

A cotação de fechamento mais alta na semana do dia 7 de maio deste ano foi atingida na sessão anterior, quando o dólar encerrou o dia em R$ 5,65, acumulando alta semanal parcial de 4,84% e parcial anual de 42,23%. O BC (Banco Central) realizou um leilão de mais de 7 mil contratos de swap que tinham data de vencimento prevista para o mês de setembro deste ano e janeiro do ano que vem.

O Copom realizou um corte de 0,75 ponto percentual, indo além da redução de 0,5 ponto esperado por grande parte do mercado. A cada corte na Selic, a alta da moeda norte-americana é observada no mercado de câmbio. Existe a possibilidade de mais cortes previstos para o mês de junho deste ano. Em maio deste ano, o juro básico do Brasil está em 3% a.a (ao ano), sendo essa a nova mínima histórica da taxa.

Com juros cada vez mais baixos, o diferencial de taxas entre o Brasil e outros países também é reduzido, o que prejudica o país fazendo que seja menos atrativo realizar investimentos. Com juros menores, a renda fixa cada vez se torna menos rentável e investidores internos e externos deixam de lado investimentos deste tipo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *